Da ovelha ao novelo

Os atributos da lã natural

Por redação 17/06/2019 - 17:36 hs
Foto: Web
Da ovelha ao novelo
Cordeirinhos

O rebanho ovino criado nos campos de Livramento alcançou o número aproximado de 450 mil cabeças, o maior rebanho do país. O município é reconhecido pela tradição e excelência no manejo de ovinos e conquistou, por meio da atividade, uma grande relevância na economia local e regional através da geração de emprego e renda, bem como nas transações comerciais.


Das coxilhas e campos de Livramento saem para o Rio Grande do Sul e para o Brasil excelentes exemplares genéticos de alta produtividade, comercializados como reprodutores e ventres. O grande diferencial é para a produção de carne e lã e o destaque se dá através das sete raças principais: Corriedale, Ideal, Texel, Ile de France, Merino Australiano, Merino Dohne e Poll Dorsett.


Foto: Rebanho de ovelhas


Santana do Livramento recebeu o título de Capital Nacional da Ovelha em Novembro de 2018 após aprovação estadual através do Projeto de Lei nº 1.191/2015. O projeto seguiu para deliberação pelo Senado Federal e ainda não foi concluído até a presente data.


Concedido o devido destaque ao aspecto comercial da criação de ovinos, elegemos o que talvez seja o mais lúdico e poético de todos: o manejo da lã.


Da função primária de aquecer as ovelhas até ser transformada em agasalho para proteger os humanos do frio ou se tornar uma bela fonte geradora de renda, a lã natural passa por inúmeras etapas.

Foto: Ovelhas e cordeirinhos bebendo água


Desde a esquila (ou tosquia) os velos passam pelo beneficiamento onde são submetidos às etapas de classificar, lavar, cardar, fiar, tingir e tecer, sendo finalmente devolvida à natureza após o uso de peças descartadas em virtude do desgaste.


Como assim devolvidas à natureza após o desgaste?


A lã natural é biodegradável, cerca de seis meses após o descarte uma peça tecida com fios de lã natural é completamente reintegrada à natureza, encerrando um ciclo sustentável absolutamente perfeito, pois se trata de uma fibra proteica constituída pela pele das ovelhas, portanto um produto 100% natural, desde que não seja tratada com corantes artificiais.


Tida como uma das formas mais eficazes de proteção contra intempéries conhecidas pelo homem desde a Idade da Pedra - com o uso da pele inteira, como após o período Neolítico, com a domesticação dos animais - essa fibra ainda não encontrou na ciência uma concorrente a altura devido às suas características e propriedades únicas.

Foto: Lã beneficiada em meadas


Além do aspecto biodegradável nossa querida lã apresenta outros tantos atributos, confere alguns deles:


É renovável, enquanto houver rebanhos e pastagens a produção é refeita, uma vez que a esquila ocorre somente uma vez no ano.


Trata-se de um isolante natural, pois diante das variações de temperatura e umidade do ar as fibras liberam ou absorvem vapor d'água, promovendo equilíbrio e especialmente retendo calor nas superfícies.


Tem a capacidade de ser respirável, promovida pelas fibras frisadas que formam bolsões de ar e acumulam e liberam a umidade da transpiração, reagindo constantemente às mudanças na temperatura corporal.


Foto: Peça em lã crua com coração


Resiliência e elasticidade também são atributos, pois devido a essa estrutura frisada a lã é naturalmente elástica e confortável se adequando aos movimentos do corpo e retornando a forma natural quando guardadas.


Peças de lã são de fácil cuidado, pois o revestimento de cera que protege as fibras torna o produto resistente à manchas e acumulam menos poeira uma vez que a lã é naturalmente antiestática. Ainda é resistente a odores já q a capacidade de absorver suor e liberá-lo no ar evita que as bactérias se desenvolvam evitando a produção de odor corporal desagradável.

O último aspecto positivo que podemos destacar diz respeito à saúde e segurança, pois a lã natural não é conhecida como material causador de alergias e graças ao alto índice de água e nitrogênio em sua composição, é um material capaz de retardar chamas e em caso de contato com fogo produz menos vapores nocivos e causadores de asfixia.

E finalmente, a lã possui um nível elevado de proteção UV infinitamente mais elevado que produtos de algodão ou materiais sintéticos.

Ah, e sabe aquela substância chamada lanolina usada nos cosméticos para nos deixar mais bonitos e saudáveis?


É extraída da secreção das glândulas sebáceas e sudoríparas da pele dos ovinos, e serve para proteger e dar suavidade e elasticidade aos fios!

Para conhecer produtos em lã fabricados por uma artesã da fronteira, clica aqui na Flor do Pampa .

Gostou do texto? Compartilha nas tuas redes sociais!